Grupo de Plastimodelismo e Pesquisa Santos Dumont - IPMS Brazil (São Paulo)

O canhoneiro voador – ICM Models YAK-9K, 1/48

Por Guilherme Castro

O valente Yak-9 é considerado pelos especialistas e historiadores como o melhor e mais   versátil avião de combate soviético. Projetado e construído durante a 2ª Guerra Mundial, foi um sucessor direto do Yak-7 que incorporou todos os refinamentos que o transformaram em ferramenta essencial para a vitória.

yak9t-3

Seja na versão de caça, ataque ao solo ou caçador de blindados, o tipo foi o preferido dos pilotos por sua robustez, confiabilidade, manobrabilidade e poder de fogo. Sua construção mista de madeira e duralumínio poupava o uso de materiais estratégicos. Teve a utilização de 5 motores diferentes, várias combinações de tanques de combustível e sete variantes de armamentos. Sua velocidade de 600km/h e seu teto de serviço de 9 mil metros, o tornavam um temivel adversários para qualquer oponente alemão que ousasse cruzar seu caminho, no ar ou na terra. O Yak 9 viu muita ação nas mãos dos pilotos soviéticos, poloneses e no imortal Esquadrão Normandie-Niemen, operado pelos aviadores franceses.

yak9t-6 Seu armamento consistia em metralhadora 12,7 UBS (.50 polegadas), canhões de 20, 37 e 45 mm. Com o termino do conflito, foi cedido a vários paises satélites soviéticos chegando a combater, novamente, nos céus da Coréia. Sua produção permaneceu ativa entre 1.942 a 1.948, com um total de 16.772 unidades.

ICM MODELS- YAK 9 ESCALA 1/48.

Meu querido amigo Adrian Vaudano, comandante da aviação comercial, em uma de suas viagens pela Europa, ao visitar o Royal Air Force Museun, em Londres, comprou em um dos balcões de venda de souvenires que lá existem, um kit do Yak 9 da ICM Models para me presentear. Embalado em uma frágil caixa de papeção bem fino, o kit é apresentado em 3 árvores de peças, com 53 peças moldadas em plástico verde oliva em baixo relevo e um pequeno “sprue” com 2 partes transparentes. O manual de instruções, em página dupla em preto e branco, é bem explicativa, indicando as cores a serem pintadas as peças internas com numeros indicativos. Os decais (razoáveis), que acompanham, permitem a construção de 3 versões; D (caça de longo alcance), T (com canhão de 37 mm) e a versão por mim escolhida, K (como canhão Nudelman-Suranov NS-45mm), mesmo com pequeno número de modelos construídos, dada a falta de confiança deste, que travava em excesso.

MONTANDO O YAK 9K-45

Ao retirar as árvores de peças, deparei-me com algo inusitado; nunca em meus mais de 40 anos de plastimodelismo, havia verificado peças com tanto óleo! Foi preciso dar dois banhos de água corrente com detergente para limpar tudo. Verifiquei, também, que as fuselagens e asas não possuiam os pinos guias de encaixe. Foi preciso medir e faze-los com a ajuda de broca.

yak9ddbt

Para quem gosta de um pouco de trabalho, o kit é um prato cheio, pois ele precisa de alguns refinamentos, a começar pelo interior, que apesar do esforço do fabricante em fazer algumas estampas nas laterais, é muito pobre, podendo o modelista, se quiser, melhorá-lo. O kit pode ser montado com os capôs laterais do motor abertos. Para tal, é bom pesquisar na Internet a adição de alguns acessórios para o motor, que podem ser construídos com pedaços de plasticard e fios de sprue.

yak9ddreviewbg_2

O interior do cockpit e porões de rodas, assim como suas portas de proteção, foram pintadas na cor cinza médio. A camuflagem escolhida foi Light Blue na parte inferior e nas laterais e superfície as cores Dark Grey e Blue Grey. Agora vem um problema, para quem quiser fazer a versão “K”. A peça nº C 15, que representa o bocal e cano do canhão NS 45mm é moldada de maneira rudimentar, com todos os escapes de chamas e gazes fechados. É preciso, com muito cuidado, utilizar uma broca bem fina para abrir os orifícios laterais e o frontal.

Depois de todo o trabalho realizado e a peça pintada em Gun Metal, o outro problema é o encaixe na peça nº C 17 “Spinner”, que é a parte do nariz do avião, pois o orifício frontal é muito estreito. Para solucionar o problema, usei uma broca de um diametro maior para alargar o espaço e fui obrigado a cortar a haste do bocal do canhão (peça C 15), passar por dentro da peça C 17 fazer o encaixe. Pode até parecer trabalhoso, mas só requer paciência e atenção.

Outros detalhes que consomem algum tempo é a adição das telas metálicas (que não vem no kit, tem de ser feita com tela de metal) das tomas de ar frontais e os encaixes das proteções laterais do motor. A parte transparente foi devidamente polida com algodão e cera de polimento, pois ela é meio opaca.

Depois de tudo pintado, coloquei os decais e fiz a parte de envelhecimento, com o auxilio de pó de giz pastel, lápis de cor e tinta à óleo diluida com Aguarrás, uma mão de cera líquida Future para encerrar o trabalho e pronto.

Não posso dizer que foi um desafio montar o Yak 9K, realmente deu um pouco de trabalho, mas só o prazer de ver o kit montado, já é uma grande satisfação. Hoje, o meu guerreiro soviético está em minha estante, junto de seus valorosos contemporâneos da 2ª Guerra. Para quem gosta de aviação russa, recomendo o kit, mas não escolha a versão “K” que, por erro do fabricante ICM, dá um pouco de dor de cabeça.

 

 

 

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>